segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

5 dias básicas para quem quer começar a viajar

Estação de trem de Valência, Espanha

Viajar é um pequeno parto. Antes de colocar os pés na estrada, muita coisa vem pela cabeça do viajante: para onde vou? O que pode acontecer lá? Será que vai dar certo?
Pensando nisso, listamos 5 dicas básicas para quem ainda está começando na arte de viajar

1. Para onde ir?



Olinda, Pernambuco

Tem gente que está louco para viajar mas não sabe nem para onde quer ir. Parece loucura mas é mais normal do que você imagina. Se você está nesse grupo, pode ficar tranquilo que não está só. Procure avaliar as coisas que gosta e que te dão prazer: balada, arquitetura, música, futebol, uma cabana nas montanhas... a partir dai você começará a encontrar lugares que tem sua identidade e que serão ótimos destinos.

2. Planejamento é fundamental


Munique, Alemanha

Planejamento é fundamental em tudo na vida, eu diria. Mas se você quer viajar cada vez mais, não pode desperdiçar tempo e, principalmente, dinheiro. Em tempos de internet, planejar ficou mais fácil. Pesquise bastante, vá acumulando as informações que achar fundamental e comece a montar sua estratégia de viagem. Pior do que uma estratégia mal feira é não ter estratégia.

3. Avalie os riscos


Salvador, Bahia

Não desista de viajar depois de ter lido o titulo do item 3, mas sempre haverá risco de todo o tipo. E temos que nos preparar para eles. Faça planos de contingência para determinadas situações como extravio de mala, perca de documentos ou mesmo se o museu que você quis visitar nesse dia estiver fechado. É nesse momento que verá que um planejamento bem feito não é um trilho de trem e sim uma bússola. Mude os rumos de sua viagem sempre que achar necessário.

Leia também: Não se preocupe, deixe a viagem 'dar errado'

4. Escolhas e suas consequências


Ruínas Jesuítas, Paraguai

Você pode ter escolhido um hotel super barato mas que não tem café da manhã e fica longe dos principais pontos turísticos. Será que foi uma boa escolha? Não esqueça de avaliar os impactos das suas decisões no andamento de sua viagem.

5. Não relaxe durante sua viagem


Blumenau, Santa Catarina

Está com os pés na estrada? Que ótimo! Mas não relaxe nesse momento. Anote seus gastos e avalie se você está fugindo do seu orçamento. Se informe enquanto estiver viajando se algo que não identificou na fase de planejamento está acontecendo na cidade. Mantenha as rédeas firmes e faça ajustes sempre que necessário.


Esse texto foi feito com base no Guia – O que você precisa viajar está aqui!, o primeiro guia sobre viagens do blog Juntando Mochilas. Se você gostaria de ler mais a respeito, cadastre-se em nossa lista de e-mail e receba-o inteiramente grátis.


* Obrigatório



Depois nos diga se gostou!


continue lendo o post

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Praças de Munique e suas histórias


Uma coisa que nos chamou a atenção em Munique foram as praças. Iguais a muitas outras da Europa em uma primeira olhada, muitas delas estão cheia de histórias pra contar, parte sobre a Alemanha, parte sobre um dos capítulos mais sombrios de nossa história: o nazismo.

Marienplatz

Estudantes de artes na Marienplatz

É a praça central de Munique e ponto obrigatório de parada. Nela, você encontrará a Neues Rathaus (nova prefeitura) em estilo neogótico, onde está localizada a Câmara Municipal da cidade, a Altes Rathaus, onde funciona o museu de brinquedos (Spielzeugmuseum) e, ao centro, está a Mariensäule, a coluna de Maria que foi construída pelo rei Maximilian há quase quatrocentos anos pela graça atribuída a Virgem Maria pela não destruição de Munique por invasores. 

Neues Rathaus

Mariensäule, a coluna de Maria 
Na torre principal da Neues Rathaus acontece todos os dias o Rathaus-Glockenspiel, um relógio com espetáculo de bonecos animados que encenam as batalhas e acontecimentos históricos do antigo império da Baviera. Chegue pouco antes das 11h, 12h ou 17h para conseguir um lugar em meio à multidão e assistir aos 10 minutos de espetáculo.

Rathaus-Glockenspiel
Em torno da praça, muitos bares, cafés e restaurantes para admirar o movimento das pessoas. Apresentações de artistas de rua acontecem aqui aos montes, principalmente de estudantes de música.

Músicos na Marienplatz

Königsplatz

Königsplatz
A “praça do Rei” possui três prédios neoclássicos, cada um de uma ordem diferente: Dórica, Jônica e Coríntio. Para ver melhor esse aspecto arquitetônico, veja o vídeo que fizemos na praça:


Aqui também aconteciam vários eventos públicos do período nazista. A próprio Hitler utilizava muito a estrutura da praça, tanto que entre os prédios existiam túneis onde o Führer poderia transitar sem correr riscos. Lembra do episódio da queima de livros em praça pública? Pois a praça era essa! Depois da guerra, o local foi restaurada com as características que tinha antes do conflito.

Odeonsplatz

Detalhe da Feldherrnhalle, o Pórtico dos Marechais, na Odeonsplatz

 Tão requisitada quanto a Marienplatz para eventos cívicos, a Odeonsplatz tem parte de sua história tão ligada ao nazismo como a vizinha Königsplatz.

Detalhe da Theatinerkirche - A igreja dos Teatinos
No século 18 o Rei Luis I da Baviera decidiu construiu a praça após demolir as fortificações da cidade. Em 9 de novembro de 1923 ocorreu aqui o “Putsch da Cervejaria”, como ficou conhecida a tentativa de Golpe de Hitler contra o governo bávaro, onde o líder foi preso. Por ironia, veio a se tornar um dos lugares preferidos do Führer para os seus discursos. Hoje é palco de tradicionais desfiles públicos que vão desde funerais até comemorações. O desfile anual da Oktoberfest tem a praça como rota. No seu extremo sul existem a Feldherrnhalle - Pórtico dos Marechais - e, ao lado dele, a Theatinerkirche - Igreja dos Teatinos -, templo construído, no século XVII, para festejar o nascimento do filho do príncipe eleitor Max Emanuel. 
Feldherrnhalle, o Pórtico dos Marechais, na Odeonsplatz
Aqui também estavam a águia e a bandeira nazista, cuja reverência era “aconselhada” aos transeuntes. Alguns faziam a saudação a contragosto (para não sofrerem represarias) mas outros mais radicais desviavam sua rota por uma pequena rua de paralelepípedos – a Viscardigasse, que passa por trás da praça. Hoje há uma linha de paralelepípedos dourados no chão, que homenageia os pedestres contrários ao regime.

Trecho de paralelepípedos dourados da Viscargigasse.

Vídeos de viagem


Leia também:

E não esqueça de fazer sua cotação de seguro de viagens com o nosso parceiro Real Seguros. É mais barato do que você imagina e, comprando em nosso link de vendas, você ajuda nosso blog a se manter vivo sem gastar nada a mais com isso. Clique aqui e saiba mais.

Se busca por hospedagem, pesquise em nosso buscador do Booking. O site, que também é nosso parceiro, para ao blog uma comissão por hospedagem fechada que são pesquisadas no box presente em nosso site, ou seja, mais uma ajudinha que você nos dá sem precisar desembolsar nada a mais por isso.


José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.
continue lendo o post

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

SemaNews: Ethiopian Airlines, Van Gogh no Airbnb e Porto de Galinhas

Ethiopian aumenta frequências; Durma no quarto de Van Gogh; Porto de Galinhas comemora estabilização.

Ethiopian aumenta frequência no Brasil

A Ethiopian Airlines tornará fixo o voo extra semanal das sextas-feiras que, inicialmente, aconteceria apenas no verão. Após 30 de março de 2017, o voo será oferecido em caráter definitivo, passando de três para quatro frequências semanais. O luxuoso Boeing 787-8 Dreamliner já vem operando às terças, quintas e domingos entre Addis Ababa e Guarulhos. A empresa quer aumentar ainda mais as frequências fixas no Brasil em 2017, expandindo as operações para o Sul e o Nordeste brasileiros.
Serviço luxuoso da Ethiopian Airlines inclui refeições completas (e saborosas). (Fotos: divulgação Ethiopian Airlines)

Durma no ‘Quarto’ de Van Gogh por R$ 35

O Instituto de Arte de Chicago está disponibilizando no AirBNB um quarto que recria o quadro “Quarto em Arles” do holandês Vincent Van Gogh (1853-1890). O quarto é simples: apenas uma cama, duas cadeiras, uma mesa lateral e um banheiro, quase igual ao quarto do pintor em Paris. A única diferença é a cama de solteiro, que foi substituída por uma de casal. Por apenas R$ 35 os fãs podem ter uma experiência única de entrar nas pinturas de Van Gogh, um dos maiores artistas de todos os tempos.
Quarto retratado pelo pintor foi recriado dos mínimos detalhes no Instituto de Artes de Chicago. (Fotos: divulgação AirBNB)

Porto de Galinhas já vê dias melhores


O Porto de Galinhas Convention & Visitours Bureau comemora a estabilização da taxa de ocupação média dos seus hotéis. Em 2016, a média foi de 65%, mesmo índice de 2015, mas, diferente dos anos anteriores, o número de estrangeiros voltou a subir. Em 2016, a entidade registrou 20% de visitantes estrangeiros, contra 14% em 2015, um aumento de quase 50%. A expectativa é que, em 2017, o turismo da vila volte a crescer como um todo. A meta é que, em 2020, ao menos 30% dos turistas em Porto de Galinhas sejam estrangeiros.
Hotel Armação, em Porto de Galinhas, é um dos que já percebem o aumento de estrangeiros. (Foto: Nívia Gouveia)

continue lendo o post

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

SemaNews: Show de Natal na Disney; MSC fará volta ao mundo; Gol altera check-in.

Novo show de Natal na Disney tem Zé Carioca falando em português; MSC Magnífica fará viagem de volta ao mundo em 2019; Gol altera tempo mínimo de check-in em 4 aeroportos. Confira no SemaNews!


Novo show de Natal da Disney

No último dia 07, a Disney iniciou as comemorações do Natal 2016, no Magic Kingdom, com o show Mickey's Most Merriest Celebration. Na atração, Mickey e seus amigos cantam e dançam temas de Natal em frente ao castelo da Cinderela. Os visitantes brasileiros são saudados por Zé Carioca desejando a todos "Boa noite" e "Feliz Natal" em português e cantando, em espanhol, a tradicional "Feliz Navidad". O novo show acontece até o dia 22 de dezembro, três noites por semana, e precisa de um ingresso pago à parte.
Mickey's Most Merriest Celebration traz homenagem aos brasileiros (Fotos: Divulgação Disney)


MSC fará volta ao mundo

Já tem data marcada o primeiro World Cruise da MSC. A partida acontecerá em Gênova (na Itália), no dia 5 de janeiro de 2019, retornando após 119 a bordo do MSC Magnífica. A viagem percorrerá os seis continentes, passando por 32 países. Em cada porto, o passageiro ficará cerca de 13 horas, mais tempo que a média de mercado, mas em destinos mais famosos, o navio fica mais tempo. Na Polinésia são 4 dias, por exemplo. Por enquanto, só membros MSC Voyagers Club podem reservar este cruzeiro. As vendas serão abertas ao público geral em 14 de dezembro, com preços a partir de R$ 50.599,00 por pessoa, com direito a 15 passeios terrestres de cortesia.
Itinerário do World Cruise passará por Havaí, Caribe, Dubai, Bali e Tonga (Imagens: Divulgação MSC)


Gol muda antecedência mínima para check-in


A partir de 22 de novembro a Gol exigirá que os clientes finalizem seus check-ins até 40 minutos antes do horário de partida do voo. A mudança vale, inicialmente, para os aeroportos de Brasília (DF), Congonhas (SP), Galeão (RJ) e Guarulhos (SP). Essa antecipação visa garantir a eficiência da operação, além de proporcionar mais tempo para o deslocamento entre o saguão do aeroporto e o portão de embarque. A companhia comunicará a todos os passageiros sobre a alteração, e as passagens já passam a ser emitidas com o horário de encerramento atualizado.
Agora clientes terão de chegar, no mínimo, 40 minutos antes para poder fazer check-in. (Fotos: Divulgação GOL)

continue lendo o post

sábado, 12 de novembro de 2016

Campo de concentração de Dachau

Campo de Concentração de Dachau

Um dos grandes méritos que uma viagem pode fazer na vida de uma pessoa é transforma-la. Conhecer novos lugares, entrar em contato com novas culturas, aprender como o mundo é longe do aconchego do lar....
Mas nem todo conhecimento vem apenas de alegria e otimismo. Muito desse aprendizado está presente nas chagas e nos males que a humanidade passou até chegar aqui. E muito mais do que passar pelas mazelas aparentemente externas, alguns deles foram criados por nós. Experiências como essa são fundamentais e por isso devemos sair de nosso mar de rosas vez por outra para mergulhar no que de mais obscuro nossa existência já teve.
Já estivemos no Museu do Terror em Budapeste (clique aqui para ler a respeito) porém, dentre nossas experiências, nada se compara ao Campo de Concentração de Dachau.

Um pouco de sua história

Detalhe na área externo, falando do cotidiano dos prisioneiros

Primeiro criado pelos nazistas (e modelo para a construção dos demais), o Campo de Concentração de Dachau (pronuncia-se "Darrau") está localizado na cidade que lhe deu nome e foi construido aproveitando a estrutura de uma antiga fábrica de munição. Recebendo inicialmente judeus, teve uma população de 4.800 pessoas no primeiro ano mas com o avançar da guerra, e a prisão de outros grupos como ciganos e homossexuais, Dachau chegou a ter mais de 288.000 prisioneiros entre 1933 e 1945 quando as tropas americanas libertaram seus prisioneiros. Nesse episódio, foram encontrados 30 vagões cheios de corpos em avançado estado de decomposição. Estimasse que mais de 28.000 pessoas morreram em Dachau mas esses números não são precisos.


Como chegar

Vindo de Munique você consegue chegar em Dachau pegando o metrô S-Bahn S2, sentido Petershausen, e descendo na estação que leva o nome da cidade. Como o mesmo ticket do metrô você vai pegar um ônibus em frente a estação de metrô que vai te levar ao campo. De carro a viagem é fácil e a estrada é bem sinalizada, com amplo estacionamento na chegada. Passeios do tipo bate e volta também são oferecidos em diversas hospedagens de Munique.


A visita

Há uma recepção que fica do lado de fora do Campo com alguns folhetos e audio-guias (disponível também em português). Por não ficar dentro dos muros de Dachau, você pode se perder um pouco mas saindo pela porta principal, caminhe para a esquerda até chegar no portão principal do Campo a sua direita. A entrada é gratuita.

Entrada de Dachau

No complexo, a direita fica o prédio principal que hoje abriga o museu. Nele, você encontrará uma exposição permanente com fotos, roupas, documentos e registros de tudo o que aconteceu aqui.

Paineis e fotos contam a historia de Dachau
Roupas dos prisioneiros de Dachau

Saindo do predio principal, existem duas réplicas dos galpões que existiam (todos foram destruidos) com beliches e armários igualmente recriados para mostrar como eram por dentro.
O local dos demais galpões tiverão as suas bases preservadas e numeradas com placas que dão o aspecto e covas. 

Beliches dos prisioneiros

Local dos antigos galpões


Vista do boulevard principal do campo...
... e foto de como era antigamente esse mesmo trecho
Caminhando para os fundos do Campo, existem três memorias religiosos: judeu, cristão e protestante. Seguindo para a esquerda um pouco escondido você encontrará a câmara de gás. Dizem que nunca chegou a ser usada mas isso não diminui o aspecto pesado dela.
Para finalizar o passeio, existe um bosque ao lado que merece uma caminhada silenciosa. Nele, uma cova coletiva serena e bem arborizada.

Ahhh, e como nos sentimos após esse passeio? Basta dizer que trocamos pouco mais de 5 palavras após do passeio. E Nívia ficou com febre. :(

Túmulo de milhares de desconhecidos

Vista do campo a partir da entrada da câmara de gás

"O trabalho liberta" escrito na entrada do portão principal

Vídeos de viagem


Leia também:

Munique além da Oktoberfest
Praças de Munique e suas histórias
Museu do Terror em Budapeste

E não esqueça de fazer sua cotação de seguro de viagens com o nosso parceiro Real Seguros. É mais barato do que você imagina e, comprando em nosso link de vendas, você ajuda nosso blog a se manter vivo sem gastar nada a mais com isso. Clique aqui e saiba mais.

Se busca por hospedagem, pesquise em nosso buscador do Booking. O site, que também é nosso parceiro, para ao blog uma comissão por hospedagem fechada que são pesquisadas no box presente em nosso site, ou seja, mais uma ajudinha que você nos dá sem precisar desembolsar nada a mais por isso.



José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.

continue lendo o post

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

SemaNews: AquaRio abre ao público; Trump faz Dólar disparar; Brasil foca em turismo LGBT

SemaNews: AquaRio abre ao público; Trump faz Dólar disparar; Brasil foca em turismo LGBT

AquaRio é aberto ao público

O aquário marinho do Rio de Janeiro, AquaRio, abriu suas portas para o público nesta semana. O espaço reúne cerca de 3.000 animais de 350 espécies diferentes, distribuídos em 28 tanques. Lá você pode observar animais marinhos de todos os oceanos do mundo. Os visitantes também podem participar de atividades extras, como passar uma noite dentro do túnel oceânico, alimentar os animais nos bastidores do aquário e mergulhar nos tanques. O ingresso custa R$ 80, ou R$ 60 para moradores do Estado do Rio de Janeiro, e estão à venda no site www.aquario.rio/ingressos.
Jayme conheceu o AquaRio antes de sua abertura oficial, quando ainda era acessível apenas à imprensa, e adorou o passeio.
Leia mais sobre o AquaRio e outros novos pontos turísticos do Rio de Janeiro Clicando Aqui

Dólar tem maior alta em 8 anos

A moeda norte-americana encerrou o dia cotada a R$3,361. Em relação à cotação de ontem, quando já acumulava alta de 1,5%, o dólar hoje teve uma alta de 4,73%. É o valor mais alto em relação ao Real desde outubro de 2008. O valor também é o maior desde julho, quando o dólar encerrou o mês cotado a R$3,365. A oscilação está ligada à vitória do republicano Donald Trump nas eleições para a presidência dos Estados Unidos e à instabilidade política e econômica no Brasil.
Eleição de Trump e situação política do Brasil puxaram o Real para baixo em relação ao Dólar . (Foto: Agência Reuters)



MTur foca no turismo LGBT

O Ministério do Turismo lançou nessa semana uma cartilha com dicas para a rede hoteleira e de serviços em relação ao melhor atendimento ao público LGBT. O turismo LGBT é um dos segmentos de mercado que mais crescem no mundo. Esses turistas representam 10% dos viajantes, gastam, em média, 30% a mais e viajam 4 vezes mais do que outros segmentos. A política visa ampliar o que Estados, como Pernambuco e Santa Catarina já vinham fazendo: eles capacitaram suas redes e tornaram-se destinos reconhecidamente Gay Friendly. Em agosto, o Rio de Janeiro ganhou o título de melhor cidade de praia Gay da América Latina.
Cartilha do governo federal busca sensibilizar rede turística para o bom atendimento ao público LGBT. (Foto: MTur)

continue lendo o post


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo