sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Como foi participar do Caminho de Santo Amaro

180km de muita fé e força

Entre os dias 6 e 12 de janeiro acontece em Pernambuco a caminhada de Santo Amaro. Pouco conhecida mesmo pelos pernambucanos, a peregrinação percorre 180km  entre as cidades de Jaboatão dos Guararapes e Taquaritinga do Norte, ambas tendo Santo Amaro como padroeiro. Apesar do cunho católico, ela é realizada tanto devotos de Santo amaro quanto por pessoas de diversas religiões.
Já tinha tomado conhecimento da caminhada anos atrás em reportagens de televisão e, após algumas pesquisas na internet e entrando em contato com a organização, decidi participar da décima terceira edição.

Preparação


Parte do trajeto era feito a beira das rodovias

Como nunca fiz uma caminhada dessa magnitude, procurei me preparar. Com apoio do meu cunhado Vitor Gouveia (nutricionista e professor de educação física) fiz caminhadas diárias nos meses que anteciparam o evento. Iniciando com 30 minutos diários até chegar a 1h30 de caminhada por dia nos últimos três meses.

Leia também: Como se preparar fisicamente para uma viagem

Muita roupa com proteção UV e protetor solar

Como é verão aqui em nosso já caloroso nordeste brasileiro, é fundamental levar roupas com proteção UV, óculos e protetor solar, além de água e uma mochila pequena com itens de emergência (a mochila maior pode seguir no carro de apoio). A roupa de caminhada deve ser apropriada e leve, para evitar peso, e um tênis de corrida ou bota para os pés que serão bem solicitados nesses dias. Alguns caminhantes usavam papete (um tipo de chinelo) com meias, evitando o contato dos dedos com a frente de um calçado fechado.

Como participar

Parte das trilhas aconteciam em zonas rurais

As inscrições começam em outubro e terminam no dia 15 de dezembro, e devem ser solicitadas através do e-mail [email protected] Em 2019 o valor era de R$ 550,00 para custear o apoio, hospedagens no caminho e as principais refeições. Como é um caminho sazonal e não há uma boa estrutura de apoio para caminhantes avulsos, esse suporte é fundamental, principalmente para os novatos.

Trajeto

Pedra do Urubu, um dos pontos mais altos da cidade de limoeiro 

O caminho se inicia na Igreja Matriz de Santo Amaro em Jaboatão dos Guararapes e segue ao longo dos seis dias, com paradas em Tiúma, Carpina, Limoeiro, Bom Jardim, Surubim e terminando na igreja matriz de Santo Amaro de Taquaritinga do Norte. Caminhamos em média 30km por dia, boa parte no acostamento de rodovias e sob o forte sol do verão. Facilmente você descobrira da pior forma possível alguma região do corpo que utilizou menos protetor solar. A chegada é emocionante, com grande apoio da prefeitura e igreja local, bem como admiração dos moradores.

A experiência

Chegada a Igreja Matriz de Santo Amaro em Taquaritinga do Norte

Por ser sazonal, caminhar com o grupo tem ótimas vantagens e sempre que você precisa de um suporte, logo tem alguém pra lhe ajudar. Mesmo os que não conseguem completar o caminho, ou simplesmente optam por não caminhar naquele dia, pode recorrer ao carro de apoio. Porém, se você estiver bem decidido a finalizar o trajeto por conta própria, terá que ter uma boa auto-disciplina. Saber a hora certa de parar, o ritmo da caminhada e controlar o peso que carrega são fundamentais. Você começa a entender melhor sobre seu pés e como utiliza-los. Andar da melhor forma te cansará menos e evitará bolhas e lesões.
Porém, talvez mais importante do que o físico, é o psicológico. Respirar fundo, ter certeza de que você quer chegar no seu destino e ignorar a dor em alguns casos - inclusive fazendo ela sumir quando você está bem concentrado - é o impulso que de fato te levará a terminar o trajeto. E é nessas horas que você descobre que é mais capaz de fazer as coisas do que imagina.
O sentimento de fraternidade é uma constante no caminho de Santo Amaro. Desde outros peregrinos lhe ajudando quando as bolhas começam a surgir nos pés até pessoas na rua lhe dando água, gritando "boa caminhada" ou mesmo, em alguns casos, lhe recebendo em casa com um farto café da manhã (sim, tem gente que faz isso de bom grado) é revigorante para a alma. Por mais que a caminhada seja algo introspectivo, de reflexão sobre seus medos e problemas, a caminhada me mostrou que juntos, conseguimos sempre ir mais longe.

Caminho de reflexões e aprendizado
Você pode ver todos os stories feitos durante a caminhada em nosso instagram.
1° Parte
2° Parte
3° Parte


José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.
Comentário(s) pelo Facebook:

16 comentários:

  1. Grande parceiro de caminhada, obrigado amigo.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela determinação. Ótimo post sobre a caminhada de Santo Amaro. Também participei e é realmente uma experiência única.

    ResponderExcluir
  3. Ficou linda! Muito bom Jaime...parabéns! Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Super texto Jayme!
    Parabéns pela iniciativa!!!
    ��������������

    ResponderExcluir
  5. Parabéns Jayme! Essa caminhada é encantadora e de Muita fé, tive a oportunidade de realizar por 5 anos...como vale a pena nossa fé.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, sou de Recife e nunca tinha ouvido falar nessa caminhada! Que lindo!! ♡♡
    [email protected]

    ResponderExcluir


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo
design + código gbml