quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Um vinho de souvenir: Como carregar garrafas na mochila

Preços convidativos valem o risco de traze-las?

Bebidas sempre foram ótimas lembranças de viagem, mas, diferente das miniaturas de monumentos e medalhinhas, as garrafas podem não chegar intactas ao seu destino e ainda causar grande transtorno às suas roupas. Para evitar esses aborrecimentos, anote nossas dicas.
Antes de qualquer coisa, verifique a possibilidade de trazê-las como bagagem de mão. Em voos nacionais é permitido até 6 unidade de garrafas de até 1 litro cada, ou seja, 6 garrafas de 300ml e 6 garrafas de 1 litro dá no mesmo. As bebidas devem estar identificadas e rotuladas, com registro do ministério da agricultura (MAPA). Sua cerveja artesanal de fabricação caseira até pode passar se o rótulo for "apresentável" e contiver todos os dados de forma correta (volume, teor alcoólico, descrição do produto, etc) e o fiscal for maleável. Mas se for no pé da lei, a garrafa fica. Vale salientar que não é permitido transitar com bebidas de teor alcoólico acima dos 70%. Para bagagens despachadas, vale a mesma premissa, porém as bebidas abaixo de 24% de teor alcoólico, a restrição aumenta para 10 unidades (mais abaixo, explicamos o porquê). Já em voos internacionais, tudo precisa ser despachado. Como bagagem de mão, líquidos acima de 100ml (você leu certo, cem mililitros!) não podem embarcar. Ou seja, nem sua garrafa de água entra. 

No centro de tudo

Agora que você vai despachar aquelas garrafas de vinho que está trazendo do Vale do São Francisco (não conhece? clique aqui para saber mais) A regra máxima para um transporte eficiente é que as garrafas devem ficar no centro da mochila. Evite deixá-las próximas a qualquer canto sujeito a pancadas e rodeie-a de todas as roupas possíveis. Para até 3 garrafas, siga estes passos:

1 - Forre o fundo da mochila com sua toalha;
2 - Enrole cada garrafa em algo feito de tecido grosso (casaco, suéter ou calca jeans), reforçando na área do gargalo;
3 - Coloque a(s) garrafa(s) no centro da bolsa;
4 - Preencha as laterais com roupa, assim como o topo e a parte debaixo da garrafa, deixando tudo em volta protegido;
5 - Complete a parte de cima com roupa de forma que não seja mais possível ver a garrafa;
6 - Certifique-se de que, após fechada, a mala não apresente espaços vazios que façam com que seu conteúdo se desloque. Use as fivelas externas para deixar a mochila bem compacta.

Levando muitas garrafas


Se você for carregar muitas garrafas, considere ir com uma mala e voltar com duas. Dependendo dos preços no destino, vale comprar uma que seja baratinha e resistente. A distribuição das garrafas deve seguir a mesma filosofia do "tudo no centro", lembrando que cada garrafa deve ser envolvida individualmente, evitando contato com as demais. Nessas horas, uma calca jeans atende perfeitamente a um par de garrafas.
Se apenas uma das malas levar as garrafas, você pode forrá-la com as roupas de menor valor afetivo, ou outros objetos macios que sirvam para cobrir tudo, deixando a salvo aquela camisa de estimação.
É importante ressaltar que o limite de itens comprados no exterior não deve exceder dez unidades de um mesmo produto, sob pena de configurar comercio e você ter que dar explicações às autoridades alfandegárias.

E quando quebra?

Vinícola no interior da Alemanha. Seria até um pecado não trazer uma garrafa
 É sentar e chorar. Mas antes, veja o que acontece em cada situação:

Vinho - O terror das roupas brancas. Uma vez quebrado, e dependendo do tempo de voo, talvez seja o fim de várias peças de roupa. Existem sites que ensinam como tirar manchas de vinho. Dizem que vinho branco e vinagre neutralizam o vinho tinto. Em todo caso, se planeje antes de embarcar, pois pode ser a primeira coisa a fazer no desembarque. Outros mochileiros já sugeriram o uso de absorventes femininos ou mesmo fraldas em volta da garrafa para minimizar os prejuízos, mas nunca testamos a eficiência desse método.

Destilados (tequilas e cachaças) - Quando quebrada a garrafa, o líquido evapora rápido e sua mochila talvez nem chegue molhada no destino. O cheiro é que vai entregar o prejuízo, mas as roupas se recuperam com uma simples lavagem. 

Cervejas e espumantes - Por serem bebidas gasosas, podem estourar durante o voo devido a agitação da aeronave e o aumento na diferença de pressão externa na garrafa. Esse risco é bem maior para as cervejas devido a tampa. Para os espumantes o risco é bem menor graças à resistência da rolha. Estourar não é uma regra, mas existe o risco. Ultimamente tenho transportado muitas cervejas em viagens e ainda não tive essa infeliz surpresa.

Degustação na vinícula Celler de Capçanes, com um dos melhores vinhos do mundo. Sim, trouxemos ele!

Leia também:

Guia prático de mochilas 01: tudo o que você precisa levar
Guia prático de mochilas 02: Como arrumar
Montando roteiro de viagens

E não esqueça de fazer uma cotação de Seguro Viagens com nosso parceiro Real Seguros e nos pedir o código promocional do mês. É bem mais barato do que você imagina e ainda ajuda nosso blog a se manter vivo. Clique aqui e saiba mais

Se buscar por hospedagem, pesquise em nosso buscador do Booking. O site, que também é nosso parceiro, paga uma comissão por hospedagens fechadas que são pesquisadas nos buscadores dos blogs parceiros, ou seja, mais uma ajudinha que vocês nos dão para continuar com o blog vivo e ativo


José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.
Comentário(s) pelo Facebook:

2 comentários:

  1. Já trouxe garrafas de vinho assim de Bariloche, de viagens dentro do Brasil e até de cruzeiros marítimos onde as malas são mais judiadas ainda. Dá certinho, nunca quebrou nenhuma.

    ResponderExcluir
  2. Eu li em algum lugar (não lembro rs) que envolver as garrafas em fraldas descartáveis ajuda muito, pois elas são macias e ajudam a proteger e caso a garrafa quebre elas absorvem o líquido. Testei isso em uma viagem e não tive problemas (lógico que eu protegi as fraldas nas roupas também e tals...)

    ResponderExcluir


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo