segunda-feira, 10 de julho de 2017

Puerto Iguazú: a Argentina além do free-shop

Para você nunca mais cometer a gafe de dizer que conhece a Argentina tendo ido somente ao Free-shop.

Conheço um monte de gente que, quando perguntada quantos países conhece, aponta a Argentina na lista. Alguns correm logo para se justificar: eu conheci o lado argentino das Cataratas do Iguaçu.
A maior parte das pessoas que cruza a fronteira em direção ao país hermano apenas vai ao Free-shop que fica antes do posto de alfândega. Não dá pra negar que é tentador, devido aos preços realmente baixos e às mercadorias com qualidade garantida. Mas, vamos combinar que ficar só nisso não conta como “conhecer a Argentina”.
Entonces... Hola, chicos! Qué tal? Esta postagem é para vocês! Nosso objetivo é que você não fique só na experiência da Catarata e, de fato, passe algumas horas em solo argentino conhecendo um pouco da cultura deles de um modo mais genuíno, por assim dizer.
Por ser muito pertinho de Foz do Iguaçu, a cidade de Puerto Iguazú, na Argentina, pode ser o trunfo da sua viagem. Apenas 15Km separam os centros das duas cidades (geograficamente, em linha reta, são só 8,5Km), mas, na prática, apenas 2Km separam as duas cidades, entre sair de uma e entrar na outra. Dá pra ir até a pé. Sério!


Puerto Iguazú fica logo depois da ponte sobre o Rio Iguaçu, que separa o Brasil da Argentina.

Se você passar um pouquinho do Free-shop e da polícia de fronteira, vai ver logo a entrada da cidade. Entrando nela, você estará na Av. Pres. Juán Domingo Perón. Logo à sua direita estará o restaurante El Quincho del Tio Querido. Quincho é rancho em castellano, língua falada na Argentina. Independente do horário que você estiver na cidade, reserve fome para jantar no Tio Querido. Lá você vai comer a melhor parrilla da sua vida (melhor até que as de Buenos Aires), com bifes de chorizo, angus beef, baby beef e os mais nobres cortes de carne, do melhor gado argentino.


Aconchegante, delicioso e acessível, El Quincho del Tio Querido merece que você guarde sua fome para jantar lá!

A carta de vinhos também é extensa e, na hora do jantar, tem shows de tango e milonga no palco. Nada caricato, nada "para turista”. É realmente muito bom e o preço é de deixar qualquer um mais feliz. Quando fui, a conta deu o equivalente a 90 reais, numa mesa com 6 pessoas. Ou seja, foram 15 reais por pessoa, comendo e bebendo do melhor e ainda com um show de tango e sobremesa!


Das churrasqueiras do Quincho Del Tio Querido saem as melhores carnes, no ponto correto.

Para arrematar, não deixe de pedir a Panqueca de Dulce de Leche. Inesquecível!!!

No mesmo quarteirão do Quincho del Tio Querido, voltando um pouco a pé mesmo e entrando na rua à esquerda, a calle Hipolito Yrigoyen, você verá uma casa com fachada de madeira à esquerda. É a Caminos Wine Boutique. Se gostar de vinhos ou decidir trazer algumas garrafas para o Brasil, este é o local certo para comprá-los. São vinhos de alta qualidade e com preços bem camaradas.
Vinhos jovens ou de guarda, por precinhos bem católicos, você encontra na Caminos Wine Boutique.

Volte para o carro e siga pela rua do Quincho até o final, e então siga o fluxo para a direita na Av. Victoria Aguirre. Indo em frente por esta rua, entre à direita na Av. Brasil e você vai se deparar com uma das coisas mais pitorescas de Puerto Iguazú: é o cruzamento conhecido por lá como “7 Calles”. Sim! São SETE ruas que se encontram e não há sequer um semáforo ou uma rotatória para ordenar o trânsito. Coisa de louco! Costuma funcionar, o índice de acidentes é até baixo, mas tenha todo o cuidado do mundo.


Quando chegamos à região das 7 Calles, o vinho já tinha feito efeito e esta é a foto menos tremida que eu consegui fazer. Hahahahah!

Em 7 Calles funciona o burburinho de Puerto Iguazú. São bares, casas noturnas, lojinhas de suvenir, lojas de roupas. Vale a pena uma volta e, se tiver tempo, uma noitada. Continuando pela Av. Brasil até o final, você vai encontrar o mercado público da cidade, que é chamado de Feirinha. Box de vinhos e tira-gostos, box inteiros de artesanato, temperos ou de alfajor. A feirinha é uma farra para os sentidos. Vale uma passada para fazer uma muamba de alfajor de Oreo com chocolate Milka. Vai por mim!


Não tenho maturidade suficiente para um box de mercado só para vender alfajores! Definitivamente, não tenho!
Pelo equivalente a R$ 13, você se acaba neste prato de frios no mercado de Puerto Iguazú enquanto observa as pessoas da cidade fazendo suas compras da semana.

Voltando pela avenida San Martin, pegue à direita na Av. Tres Fronteras e siga até o fim dela. Você estará na beira do rio Iguaçu, bem no ponto onde ele se encontra com o Rio Paraná. O local é conhecido como Hito Tres Fronteras e, de lá, dá para ver o Brasil à direita e o Paraguai à esquerda. A vista é linda e vale várias fotos. No local há barraquinhas de artesanato e dá pra comprar brincos bem alternativos no precinho. Seguindo essas dicas, você vai poder dizer que conheceu a Argentina.


A partir da Argentina se vê o Brasil à direita e o Paraguai à esquerda.
No Hito de las Tres Fronteras com las chicas Cyntia Braga, Ana Grassi (blog Italiana), Carla Boechat (blog Fui, Gostei e Contei) e a Lorna Burleigh (Diário do Turismo).

Hospedagem

Para se hospedar com conforto, estilo e economia em Foz, pertinho da saída para a Argentina, o Juntando Mochilas recomenda o Concept Design Hostel & Suítes, que foi eleito em 2017 como o hostel mais legal de Foz do Iguaçu pelo Guia Quatro Rodas e está entre os 10 melhores do Brasil de acordo com o Trivago. O Concept Design também figura como o hostel que está há mais tempo em primeiro lugar, nos últimos 2 anos, no Trip Advisor, de quem recebeu certificado de excelência nos últimos 3 anos.


Concept Design Hostel & Suítes (Foto: Divulgação Concept Hostel).
Se quiser saber mais a respeito do hostel, clique em nosso artigo a respeito (EM BREVE)

Suíte de casal tem ar-condicionado e vista para a piscina. (Foto: Divulgação Concept Hostel).


Leia também:

Juntando Mochilas no Fit Cataratas
Macuco Safari: o melhor passeio de Foz do Iguaçú
Sobrevivendo a Ciudad del Este
5 motivos pelos quais o Paraguai será seu próximo destino de viagem
A Buenos Aires de Carlos Gardel


Nívia Gouveia
é jornalista, travel-writer e professora de língua portuguesa. Mochileira convicta, leitora incurável, sonhadora juramentada, ela pertence a uma linda labrador chocolate chamada Shakira.
Comentário(s) pelo Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo
design + código gbml