quarta-feira, 29 de março de 2017

Cervejarias de Munique

Cervejarias de Munique são ótimas para quem curte o pão liquido

Se você não gostar de cerveja, Munique pode se tornar um martírio para você. Ou um ótimo lugar para você debutar nessa bebida. Mas mesmo que você não goste do pão líquido e estiver de visitando a capital da Baviera, tente beber! Faça um esforço, nem que seja um pouco. Munique e a cerveja estão intimamente ligados e seria uma desfeita vir até aqui e não bebericar nem ao menos uma caneca.
Mas se você gosta de cerveja (ou se deixou convencer pelo parágrafo anterior), fique sabendo que acabou de chegar no paraíso. Não é à toa que a cidade é famosa pela Oktoberfest, a festa cervejeira mais conhecida do mundo. Porém, vindo em outras épocas, existem várias opções de locais para visitar e tomar um ótimo “suco de cevadis”. Os Biergartens (ou “jardins de cerveja”) estão espalhados pela cidade e são uma ótima experiência para beber essa iguaria ao ar livre, em praças e parques da cidade, como fazem os bávaros.
Mas existem várias cervejarias em Munique que disponibilizam passeios e áreas para consumo em seus estabelecimentos. Visitamos algumas e deixamos outras para visitar em outra oportunidade (desculpa clássica para voltar a qualquer lugar) e citamos elas aqui.

LöwenBräu

Lugar tranquilo para uma cerveja
Não conseguimos tirar um melhor proveito do espaço por chegarmos logo quando estavam abrindo, mas sentamos no Biergarten e pudemos desfrutar da atmosfera do lugar. O local dispõe, além do jardim de cerveja, de um pub e a cervejaria propriamente dita. E por falar no Biergarten, o mesmo é grande e tem capacidade para até mil pessoas. Várias recomendações foram feitas sobre o quanto o ambiente é acolhedor e de fato, comprovamos isso.


Nívia preferiu uma taça de vinho

Hofbräuhaus


Canecas são servidas aos montes
A ideia era conhecer rapidamente a cervejaria, devido a fama de ser uma das mais caras, mas que não poderia deixar de lado pela sua história. Esqueça! O lugar é fantástico, respira os ares da cidade e tem uma atmosfera festiva sem igual. Seu prédio histórico, que já foi palco de várias reuniões do partido nazista (sentei perto de onde Hitler fazia seus discursos), foi destruído na II Grande Guerra e reconstruído em 1958. Localizado no centro da cidade, tem um espaço interno imenso, com várias mesas coletivas onde facilmente você fará novos amigos de infância, regados a canecas de um litro de cerveja e abastecido da culinária da Baviera. Curiosamente pedimos uma batata imersa em algo que parecia molho madeira. Saborosa, mas difícil de ser “garfada”, além de prender no céu da boca como chiclete borrachudo. As risadas ficaram por conta de nossos novos amigos, uma família de americanos e um rapaz com sua mãe idosa. Exceto as crianças, todos estavam a beber cerveja e rindo aos montes, inclusive a senhora idosa.

Cerveja e novos amigos

Quem souber o nome dessa batata borrachuda, diz para nós


Casa Cheia. Sempre

Demais cervejarias

Infelizmente não conseguimos ir em duas cervejarias que mereciam ser visitadas (a desculpa para voltar a cidade, lembra?). Uma delas é a mundialmente famosa Paulaner (por ironia, ao lado do hostel que estávamos hospedado – EM BREVE, ARTIGO SOBRE ESSE HOSTEL) e a Augustiner, cervejaria mais antiga de Munique. Esperamos poder completar esse artigo com nossa experiência nessas duas cervejarias.

___________________________________________________________
Para chegar na Alemanha vindo do Brasil, a Condor Linhas Aéreas é uma das melhores opções, com voos semanais partindo do Rio de Janeiro, Fortaleza e Recife direto para Frankfurt, sem escalas. Se quiser fazer uma cotação e já sonhar com mais essa viagem, clique aqui.


Leia Também



José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.
Comentário(s) pelo Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo