quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Como se preparar fisicamente para uma viagem

Pedalada nas ruas de Barcelona

A gente sempre procura estimular nossos leitores a curtir uma viagem da forma menos motorizada possível. Andar de bicicleta ou a pé são ótimas opções para curtir bem uma cidade, ver os detalhes de sua arquitetura, parar quando achar interessante num local e tudo isso torna mais dinâmica e versátil o passeio. Os problemas crescentes com trânsito nos grandes centros urbanos só vêm a colaborar com esse nosso incentivo.
Porém, caminhar e andar de bicicleta exige um mínimo de preparo, principalmente para quem não tem uma rotina de atividades físicas. Claro que não faremos você andar por toda São Paulo, mas mesmo caminhadas curtas por vários dias podem trazer fadiga ao viajante. E estar bem preparado significa ter fôlego para curtir bem os passeios e não ter que voltar cedo ao hotel por estar exausto, ou mesmo perder um dia devido a caibras.
Mesmo que a sua intenção não seja caminhar tanto, os encantos dos lugares novos acabam nos levando a tolerar mais o cansaço das caminhadas involuntários quando se procura um restaurante ou buscando um ponto turístico. E, dessa forma, você acaba andando mais que se estivesse em sua cidade mesmo sem perceber. Para citar alguns exemplos, fizemos duas vezes a medição de quanto andamos em um dia. Em 2010 caminhamos 10km numa tarde em Roma. Em dezembro de 2014, Jayme chegou a caminhar 26km em um dia na capital inglesa.

Preparação

Caminhada na praia - Baia da Traição-PB

Para viagens que durem mais de 15 dias vale começar a se preparar com 3 meses de antecedência. Se você já corre ou caminha com frequência será ótimo, mas mesmo assim vale adaptar essa caminhada a situação de viagem. Incremente um peso, de preferência usando uma mochila, com uma carga equivalente a 5% de seu peso corporal. Vá aumentando a distância da caminhada ao longo desses meses que antecedem a viagem até chegar a 12km, de duas a três vezes por semana, não mais que isso.
Variar o local do treino é uma boa pedida. Incluir subidas e descidas no trajeto ajuda a melhorar o condicionamento físico. Se tempo não for problema, procure também a ajuda de uma academia para treinos de força, principalmente nas pernas, costas e abdômen. Agora se o tempo não é seu aliado, tente pelo menos fazer uma bateria de exames médicos para não ter nenhuma surpresa quando pegar a estrada.
Ahh, e não esqueça de se alimentar bem antes dos treinos. Comidas ricas em carboidratos (pão, biscoito, frutas, etc) e muita proteína durante o dia. Um copo de leite é uma boa opção para aumentar o aporte proteico.
Junte tudo isso a um bom tênis e meia, para evitar bolhas e calos. Não economize nesse item e, se puder, faça o teste da pisada antes de escolher o melhor calçado.

Durante a viagem


Corrida matinal em Puerto Madero - Buenos Aires

Se seu dia tiver muita caminhada, tente inicia-lo cedo para evitar os horários de muito sol. Evite levar peso na mochila que exceda 15% de seu peso. Alongar é sempre importante principalmente para prevenir dores nos músculos no dia seguinte. Capriche no café da manhã e lembre-se sempre e tomar bastante água durante o dia. Ao termino do dia de caminhada, vale comer comidas ricas em proteínas como leite, carne e ovos.

Esse artigo teve a consultoria do profissional Vitor Gouveia, Prof. de Educação Física pela UPE e graduando em Nutrição pela UFAL.


José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.
Comentário(s) pelo Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo