sábado, 21 de abril de 2012

Dicas “nível avançado” para juntar milhas

Rodoviária de Mendoza - Argentina: Passagens pagas no cartão
Antes de qualquer coisa, preciso abrir um parágrafo para alertar sobre os cuidados com o cartão de crédito, no que diz respeito ao sentimento de seu usuário. O cartão é uma grande tentação. Você está com um olho na vitrine e com o cartão de crédito na mão e entre eles dois apenas uma senha é necessária para a compra. Se você não tem, ou não sabe se consegue ter, controle sobre os impulsos de compra e de saber que todo o valor gasto no cartão será cobrando em uma fatura no final do mês, pode desistir desse artigo. As dicas abaixo servirão apenas para quem consegue ter plena consciência dos benefícios e malefícios dele.

Juntando Milhas com programa de pontos

Já foi falado em outro artigo do blog (clique aqui para ler) que a passagem aérea é o maior vilão de um orçamento de viagem. Chega a ser responsável por 50% de todo o custo de viagem. Logo, quanto mais barata for a passagem, maior será a redução que você conseguirá no seu orçamento.
É sabido que as duas maneiras básicas de se economizar com isso são pesquisar incessantemente o preço das passagens (aproveitando promoções e antecipando a compra) e usar as milhas acumuladas no cartão. Com relação às milhas, juntá-las apenas com viagens é complicado, a não ser que você viaje com frequência. Para quem não viaja tanto, resta participar de programas de milhagens atrelados a cartão de crédito.
Todo cartão de crédito tem um plano de pontos que pode ser convertido em milhas. Se você não sabe disso, talvez  já tenha pontos suficientes para uma viagem a Europa  e desconheça. E, sabendo disso, você também deve ter ciência que quanto mais usar seu cartão de crédito, mais pontos ganhará (e mais milhas). Logo, vamos às dicas para potencializar esse uso, mas sem ficar no prejuízo:
1.       Migre todos seus gastos para o cartão de crédito: Todos mesmo, desde passagens aéreas até o estacionamento do shopping. E não tenha vergonha. Agora, claro, você deve acompanha-los e deixar o salário na conta esperando para pagar tudo quando vier a fatura. Tenha sangue frio e acompanhe direitinho que tudo dará certo;

2.       Pague outras faturas no cartão de crédito: Alguns cartões cobram taxas para isso, outros não. Se for esse o caso, pague as suas faturas no cartão de crédito, mas sempre se lembrando de deixar o dinheiro dela guardado para quando vier o boleto;

3.       Pegue o dinheiro de terceiros e pague no cartão: Calma, não se trata de roubo! Em uma situação onde você está no bar com amigos, e alguns deles vão pagar sua parte em dinheiro, pague a conta com o cartão e recolha esses valores para você. Isso não deve ser feito com estranhos, apenas com pessoas conhecidas. Em empresas, quando a pessoa trabalha com um caixa para gastos externos, estes podem ser feitos no cartão e os valores recolhidos para o pagamento da fatura;

4.       Cartões de postos de gasolina: Alguns postos de gasolina possuem cartões próprios, cujos pagamentos de abastecimento rendem mais 'milhas por R$ gasto' do que os planos de outros cartões. Pode ser uma boa opção ter um desses cartões;

5.       Lembre-se das compras de viagem: Elas também rendem milhas! leve isso em consideração quando for calcular o custo/benefício entre dinheiro e cartão de crédito durante a viagem;

6.       E com maiores gastos, vem melhores cartões: Após a elevação no uso do cartão de crédito, seu banco irá sugerir que você migre para outras classificações na bandeira de seu cartão (ouro, platinum etc). Nessas novas categorias, a relação Pontos/R$ aumenta e você conseguirá juntar mais milhas com menos gastos em relação a categoria anterior. Apenas tenha cuidado, pois a anuidade desses cartões também é maior.

Leia também:


Milhas à parte
Onde economizar em viagens
Como funciona o Stopover

E não esqueça de fazer sua cotação de seguro de viagens com o nosso parceiro Real Seguros. É mais barato do que você imagina e, comprando em nosso link de vendas, você ajuda nosso blog a se manter vivo sem gastar nada a mais com isso. Clique aqui e saiba mais.

      Se busca por hospedagem, pesquise em nosso buscador do Booking. O site, que também é nosso parceiro, para ao blog uma comissão por hospedagem fechada que são pesquisadas no box presente em nosso site, ou seja, mais uma ajudinha que você nos dá sem precisar desembolsar nada a mais por isso


José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.
Comentário(s) pelo Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo