sábado, 7 de abril de 2012

Desmistificando o Réveillon de Paris

Chegada a torre Eiffel na noite de Réveillon

Andar no shopping e olhar as vitrines das agências de viagens nos faz sonhar com viagens das mais diversas, e ocasiões das mais especiais. Uma delas, sem dúvida, é o Réveillon em Paris, cujo idioma deu nome à festa e certamente nos remete a pensar que, em se tratando de festa de fim de ano, a capital francesa é o lugar certo. Doce engano: tirando as festas fechadas e possíveis eventos não listados nos guias, os quais não tivemos conhecimento, passar o Réveillon em Paris decepciona muitas das expectativas criadas pelos pacotes de agências.

Os dois pontos mais populares de concentração popular são a Torre Eiffel e a Avenida Champs-Élysées. Rompemos o ano na primeira opção, porém, as observações abaixo, creio que se aplicam a ambas:
1. Esqueça seu champanhe ou vinho comprado no supermercado: Você pode até arriscar levá-lo, mas os policiais irão recolher caso o vejam. Garrafas de vidro podem ser usadas como armas em brigas e, por isso, são proibidas. E não adianta chorar nem trocar de embalagem. Sem nenhuma pena, eles jogarão sua garrafa num saco de lixo;
2. Todas aquelas pessoas glamorosas e bem vestidas prestigiando a festa se resumirão aos estrangeiros ali presentes, principalmente brasileiros. E não serão muitos. A maioria das pessoas que você encontrará são imigrantes e parisienses do subúrbio, bêbados e com garrafas de vidro na mão, sob a vigília de muitos policiais;

3. A essa altura do campeonato você encontrou alguns brasileiros. Todos bebendo, conversando bastante e felizes, porém apareceu aquela vontade de ir ao banheiro. 'Pardón', mas você terá que fazer como nossos antepassados e buscar um lugar seguro nos arbustos do Champs de Mars. Adianto que são bem volumosos e servem até para mulheres, mas nunca é demais lembrar a polícia ali, sempre primando pela decência pública;
Placa de banheiro público aponta apenas para os arbustos. Seria proposital? Atentem para Nívia saindo do "banheiro".
4. Até aqui você enfrentou tudo, inclusive o frio, pois é inverno. Chegou a meia-noite com seu show de fogos e... Esqueça! Já faz alguns anos, creio que desde 2008, que não há fogos devido a ameaças de atentado terrorista. Cancelaram tudo;
5. Bom, alguém com espírito aventureiro ainda não se deixou abalar pelos 4 itens acima mas a prova final está por vir: a maioria das estações de metrô fecham à meia-noite, ou seja, você terá que andar para procurar uma estação aberta, e andar muito, até encontrá-la. Se não quiser correr riscos pegue logo um táxi (se conseguir achar um e se ele estiver vazio) e é nessa hora que você mais se arrependerá de ter escolhido uma hospedagem tão distante da Torre Eiffel.
Salvamos o Champanhe da polícia
Somos da filosofia que toda e qualquer viagem é válida, incluindo suas roubadas. Já tivemos algumas muito piores que esta e rimos bastante até hoje. Essa foi engraçada, pois a todo o momento nos lembrávamos da imagem que as agências de viagens vendem às pessoas e ficamos pensando se quem estava ali através delas se frustraram ou não. Pelo menos viajamos de forma independente e não tivemos que pagar a ninguém para nos enganar. Esperamos não ter decepcionado sua lua-de-mel antecipadamente, mas motivos para rir depois você terá muitos.

Leia Também:

Tomando um café com Amèlie Poulain
O perigo de uma viagem para o viajante brasileiro
Restrição de passageiros alcoolizados na União Européia
Deixe a viagem dar errado

E não esqueça de fazer sua cotação de seguro de viagens com o nosso parceiro Real Seguros. É mais barato do que você imagina e, comprando em nosso link de vendas, você ajuda nosso blog a se manter vivo sem gastar nada a mais com isso. Clique aqui e saiba mais.

Se busca por hospedagem, pesquise em nosso buscador do Booking. O site, que também é nosso parceiro, para ao blog uma comissão por hospedagem fechada que são pesquisadas no box presente em nosso site, ou seja, mais uma ajudinha que você nos dá sem precisar desembolsar nada a mais por isso

José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.
Comentário(s) pelo Facebook:

2 comentários:

  1. É furada mesmo, aqui na Europa o Reveillon no geral não é muito bom. Dizem que uma das melhores festas é aqui em Berlim. Realmente tem palcos, barracas, shows... e mais de 1 milhao de pessoas. Ah, e fogos - muitos. Mas é frio pracas! rs
    Paris costuma desrespeitar os turistas, nada a ver isso dos metrôs fecharem de meia-noite.

    ResponderExcluir
  2. Ano Novo de Londres tb é muito legal. Mas os brasileiros precisam urgentemente parar com essa mania de comparações. O que é tradicional na Europa são as festas de ano novo em casa, particulares, quem vai para rua são os turistas, pq os "viajantes" sabem disso e preferem viajar em outra época.

    ResponderExcluir


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo