domingo, 24 de agosto de 2014

Comentário literário: Na Natureza Selvagem, Jon Krakauer



Se você fizer uma pesquisa rápida entre mochileiros sobre livros de viagem que tenham lido, certamente “Na Natureza Selvagem” será o mais citado.
O ideal de viagem que o Chris McCandless coloca em prática permeia o imaginário de muitos peregrinos mundo afora. O desprendimento dos bens materiais e do conforto de uma vida estável, em troca de estar em contato com a natureza, com o mundo e com as coisas simples foi o objetivo de vida desse jovem americano, e que, ironicamente, acabou sendo a causa de sua morte.
Ao longo de dois anos, McCandless percorreu estradas, trilhas e rios de sua cidade, Atlanta, até o Alaska. Seu corpo foi encontrado em um ônibus abandonado que servia de abrigo para caçadores de alce, no estado mais gélido dos Estados Unidos.
A pesquisa do escritor e jornalista Jon Krakauer trouxe à luz detalhes dessa jornada que estavam espalhados pelos lugares que Chris passou e pessoas que conheceu. Em cada um deles, o jovem deixou uma marca de seus ideais. Muito mais do que um relato, o grande mérito da leitura é o questionamento dos motivos de Chris, levando o leitor a refletir sobre suas atitudes.
Muitos, após conhecer a história, se tornam grandes admiradores de sua aventura. Outros já acham tudo uma grande idiotice de alguém que se arriscou em vão e pagou por isso. Independente das opiniões, o livro não se preocupa muito em tomar partido. Ponto negativo é uma das partes em que o autor começa a falar sobre sua experiência e de outros aventureiros, para criar um paralelo com a história do Chris, o que me pareceu desnecessário.
O tom jornalístico talvez não agrade aos leitores que tomaram conhecimento do livro a partir do filme do Sean Penn, mas é um ótimo complemento informativo sobre a história real por trás da película. Pelo seu tom dramático, talvez seja um dos raros casos em que o filme superou o livro. Mas, respondendo a sua pergunta: sim! O Livro vale a pena ser lido. É uma historia que merece ser conhecida e que nos faz refletir bastante sobre nosso modo de vida.
Comentário(s) pelo Facebook:

1 comentários:

  1. Já vi o filme e, na ocasião, me deu muita vontade de ler o livro. Adorei o relato pra eu não ir pro livro achando que ele teria a mesma pegada do filme.
    Abração!

    ResponderExcluir


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo