segunda-feira, 7 de novembro de 2016

O que visitar no Rio de Janeiro pós-olímpico

Museu do Amanhã

Se o Rio de Janeiro já era um lugar imperdível para quem visita o Brasil, após as olimpíadas ele ganhou mais atrativos. Polêmicas a parte, o legado olímpico está ai tanto para os moradores quanto para os turistas.
Estivemos no Rio de Janeiro recentemente e aproveitamos para visitar algumas dessas novidades.

AquaRio

Tanque principal.

Esse nem foi inaugurado quando esse texto foi publicado, mas já foi aberto para visitação da imprensa e aproveitamos a oportunidade para conhecer. Trata-se do maior Aquário Marinho da América do Sul, com 4,5 mil litros de água e contará com 8 mil animais de 350 espécies diferentes em exposição. Logo na entrada, um esqueleto de baleia recepciona os convidados que irão visitar, além de seus 24 tanques secundários, o Tanque Principal onde poderá atravessar um túnel em seu leito e se encantar com todos os peixes e animais marinhos a sua volta.

Dá para atravessar o tanque principal pelo túnel.

Esqueleto de baleia na entrada


Museu do Amanhã

Museu do amanhã já faz parte da paisagem do Rio

Provavelmente a obra de maior impacto visual, o Museu do Amanha tem assinatura do arquiteto Santiago Calatrava que já aplicou sua inspiração em outras obras como a Cidade das Ciências e das Artes de Valência (clique aqui para ler mais) e a Puente de la Mujer em Buenos aires, sua primeira obra na América Latina.
O objetivo do museu é instigar os visitantes a pensar o nosso futuro enquanto cidadãos transformadores desse planeta: o que somos, o que queremos, para onde vamos e como queremos chegar lá. O exposição principal é dividido em cinco partes: Cosmos, Terra, Antropoceno, Amanhãs e Nós, além de área para exposições temporárias. Por ser novidade, opte por comprar seu ingresso online para evitar filas, pois você pode correr o risco de encontrar o lugar lotado e não entrar.

Ótima reflexão sobre nossa influência no mundo.

Antropoceno

Para o hall das fotos clichês: segurar o globo com as mãos

Vista da área externa do Museu do Amanhã.


MAR - Museu de Arte do Rio

Área interna do Museu de Arte do Rio.
 De cunho mais tradicional comparado Museu do Amanhã (no site, pode-se comprar o impresso casado para ambos os lugares), o MAR é um espaço dedicado as artes e a cultura visual. A obra conjugou a união de dois prédios historicamente distintos. O primeiro e mais moderno onde fica a Escola do Olhar, serve de acesso para o Museu que fica no palacete ao lado, e a visitação se dá a partir de seu último andar. Não comece a visita sem antes curtir a vista.

Não comece a visita sem uma vista do terraço.

Nos quatro pavilhões do museu, você entrará um dedicado ao Rio de Janeiro e os demais, com temas variados. Fundado em 2013, foi um dos primeiros equipamentos públicos inaugurados no complexo do Porto Maravilha. Ahh, e por falar nele...

Porto Maravilha


Pira do povo em frente a igreja da Candelária.
Todos esses equipamentos públicos citados estão num complexo chamado Porto Maravilha, que engloba várias melhorias urbanísticas e paisagísticas na região portuária do Rio de Janeiro, que esteve durante anos abandonada. Recomendamos fazer uma caminhada pela região, iniciando em frente a Igreja da Candelária onde está uma das tochas olímpicas, a Pira do Povo. Siga em direção ao Museu do Amanhã e você vai dar de cara com os VLT (veiculo leve sobre trilhas), parentes dos TRAMs europeus, passando pela praça Mauá que certamente terá alguma feirinha ou mesmo algum show rolando. Siga pelos armazéns do Pier Mauá (foi aqui que aconteceu o Mondial de lá BièreClique aqui para ler mais) e não deixe de apreciar o painel do artista Kobra, com a imagens de 5 índios de diferentes continentes. O tamanho impressiona!

Painel do Kobra

E não esqueça de fazer sua cotação de seguro de viagens com o nosso parceiro Real Seguros. É mais barato do que você imagina e, comprando em nosso link de vendas, você ajuda nosso blog a se manter vivo sem gastar nada a mais com isso. Clique aqui e saiba mais.

Se busca por hospedagem, pesquise em nosso buscador do Booking. O site, que também é nosso parceiro, para ao blog uma comissão por hospedagem fechada que são pesquisadas no box presente em nosso site, ou seja, mais uma ajudinha que você nos dá sem precisar desembolsar nada a mais por isso.


José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.
Comentário(s) pelo Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo