domingo, 17 de fevereiro de 2013

Singapore Airlines: simplesmente perfeita!



Dez horas de voo muito bem aproveitadas. Pearl Jam e The Big Bang Theory nas nossas telinhas.
Planejávamos a viagem de lua-de-mel havia bastante tempo. Pesquisamos muito a respeito das melhores combinações de ida e volta em todas as companhias aéreas. Depois de analisar todas as possibilidades, compramos as passagens pela espanhola SpanAir, saindo de São Paulo para Barcelona, no fim de junho de 2012. Nunca tínhamos voado com a companhia, mas era disparado o melhor preço.
Para nosso azar, semanas antes de nossa lua de mel a SpanAir decretou falência e tivemos que correr atrás dos serviços de atendimento ao cliente para receber orientação sobre o que fazer. Estávamos perdidos. Pelo SAC descobrimos que quem operava os voos da SpanAir era a Singapore Airlines. Ligamos para lá, para tentar relocar nosso voo sem alterar muito as datas, por causa das reservas de hotel.
Após várias tentativas de remanejamento, sempre muito bem atendidos pelo responsável pela empresa, conseguimos uma data adequada e não perdemos o voo. Até brincamos com Luís, o tal funcionário, por telefone. Dissemos: “Poxa, ficamos com medo de perder a lua-de-mel”. Ouvimos algo como: “De forma alguma gostaríamos de estragar a sua lua-de-mel e estamos felizes por dar tudo certo”.
Depois disso, pesquisamos bastante a respeito da nova companhia aérea, da qual nunca havíamos ouvido falar. As primeiras impressões que encontramos na internet eras as melhores possíveis. Meses se passaram e a data do voo chegou. O primeiro impacto aconteceu ainda no aeroporto de Guarulhos, no check-in. Atendentes extremamente simpáticas, com uma postura e uma roupa diferenciada, bem característica de Singapura. Todas educadíssimas!
Check-in muito organizado em São Paulo.
Na aeronave, outra surpresa: poltronas largas, com espaço para as pernas, avião limpo e um serviço de bordo impecável. As refeições, sempre com duas opções, saborosas, na temperatura adequada e em quantidade satisfatória. E a todo o momento as aeromoças ofereciam (sem você precisar pagar nada a mais por isso) todo o tipo de guloseimas como chocolate, sorvetes e salgadinhos.
Refeições impecáveis. Essa aí era filé ao molho madeira com arroz e legumes.
Guloseimas sem custo adicional!!
O mais legal é que cada poltrona possuía um dispositivo multimídia que funcionava como uma grande locadora. Nele, você poderia assistir a uma infinidade de filmes, seriados, shows, musicais e desenhos. Também estavam disponíveis cursos de línguas, jogos além, é claro, de um canal que dava as informações do voo. Além de tudo isso era possível usar o sistema para conferir os cartões de memória e pendrives com fotos e vídeos da viagem, já selecionando e deletando os que menos interessavam.
Dispositivo multimídia individual
Com o perdão do trocadilho, achávamos que estávamos no céu, e o mais interessante ainda estava por vir: faltando cerca de uma hora para a aterrisagem, a aeromoça perguntou se éramos o Sr. Fonseca e a Sra. Gouveia. Nívia confirmou. E ela nos trouxe uma torta de chocolate com coco e um vinho, como felicitações pela nossa Honeymoon (lua-de-mel). Ficamos sem entender por um momento, até que lembramos do Luís, do telefone. Isso sim é que é um diferencial! Se eles queriam nos surpreender, foram além de tudo o que já tínhamos lido sobre a companhia!
Bolo de lua-de-mel
Muitas empresas fazem de tudo para surpreender o cliente e de fato a Singapore Airlines mostrou que reza por essa cartilha. Atentou para o que tínhamos falado no telefone e aproveitou essa informação para nos fazer uma surpresa.
Essa não foi a nossa primeira experiência com uma empresa aérea internacional de grande porte, mas acho difícil que alguma venha a superar. A empresa mostrou (apesar do difícil momento inicial que tivemos) estar atenta para com os desejos do cliente e seus objetivos de viagem. É como se cada assento representasse o sonho de alguém, e não mais um passageiro para fazer volume dentro da aeronave!
Nota 10 para a Singapore Airlines! Recomendamos!
Aeromoças com trajes que remetem a cultura do pais sede da empresa
E a lua-de-mel começou bem

Obs.: Esse post reflete nossa opinião e nossa experiência com a citada companhia. Não fomos remunerados de maneira alguma por isso.

Leia também: 
4 Sugestões de Casamento para quem ama viajar


Nívia Gouveia
é jornalista, travel-writer e professora de língua portuguesa. Mochileira convicta, leitora incurável, sonhadora juramentada, ela pertence a uma linda labrador chocolate chamada Shakira.
Comentário(s) pelo Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo