domingo, 9 de junho de 2013

Roteiro de viagem 04: A execução

Anote os gastos para não se perder
Finalmente, você vai embarcar! As malas e muitas expectativas serão suas companheiras ao longo do tempo em que estiver na estrada. Junto com o início da viagem, vem o fim da fase de planejamento e se inicia a fase da execução. O que foi colocado no papel será posto em prática. O cuidado para que as coisas ocorram de acordo com o esboçado deve lhe acompanhar em seu roteiro.

Monte um Dossiê

Antes de viajar, é bom se municiar de toda a informação necessária para não ter surpresas, e você pode fazer isso na forma de um dossiê. Além dos documentos oficiais, como passaporte, habilitação, seguro de viagem e carteira de vacinação, leve impressas as reservas dos hotéis, locação de carros, entradas para atrações e tudo o que tenha sido comprado pela internet. Toda essa papelada é útil para evitar equívocos de uma possível reserva que não foi registrada.
Também pode ser importante levar, impressos ou anotados, os seguintes dados:
· Cópia dos documentos, em caso de perda dos originais;
· A planilha de orçamento da viagem, para consulta;
· Mapas com marcações de endereços específicos;
· Valores de compras que pretende fazer;
· Endereços e telefones de consulados e embaixadas brasileiras nos países por onde passará;
· Cópias de páginas de guias de viagens para evitar levar o guia por inteiro.
Coloque também todo esse material em meio virtual. Se houver perda da mala que leva o dossiê, um back-up na internet será fundamental.

Caderno de viagem e acompanhamento de gastos

Muitos mochileiros sempre levam consigo um caderno de viagens. Nele, são anotadas curiosidades, observações importantes, contatos de novos amigos. Também pode servir como diário de bordo. Na maioria dos casos, o caderno de viagens é bastante útil para fazer um acompanhamento dos gastos, anotando nele os valores utilizados por dia para evitar surpresas no orçamento. Existem várias formas de se fazer esse acompanhamento, mas o método que melhor se adaptou as nossas viagens foi o seguinte:

1.               Separe e date as páginas do caderno, uma para cada dia da viagem.


 2.               Some os valores estimados para sua viagem e divida pela quantidade de dias. Se quiser uma distribuição mais precisa, faça esse desmembramento por cidades ou países e distribua pela quantidade de dias que passará nesse lugar. Dessa forma, os gastos estarão mais fieis quando o custo da viagem varia muito entre os destinos.

3.               Anote esse gasto médio em cada página, de acordo com a data.



4.               Durante a viagem, anote seus gastos e identifique a que se referem. Some-os ao final do dia e compare com o valor estimado.



5.               Em paralelo, faça um acompanhamento dos gastos acumulados, ou seja, o que foi gasto naquele dia somado com todos os gastos dos dias anteriores. Faça uma previsão acumulada desses gastos para verificar se seu orçamento está saindo dos eixos.




6.               Faça esse mesmo acompanhamento em paralelo, para gastos com cartões de crédito ou outros meios (Travel Money, por exemplo).


7.               Os gastos fixos, como hospedagens previamente reservadas, devem ser anotados em separado. Como o valor já está definido, precisa ser pago e não mudará, não é necessário o acompanhar. Apenas deixe o dinheiro separado.
Com esse acompanhamento, não tem erro! Se o gasto acumulado estiver maior que o previsto, comece a apertar a carteira. Se acontecer o inverso, pode se dar ao luxo de gastar um pouco mais, ou mesmo usar essa sobra para comprar com dinheiro algo que estava previsto para o cartão de crédito, evitando sobra de moeda estrangeira no final da viagem.
Pode parecer complicado (e é), mas esse acompanhamento pode ser feito a cada dois dias, ou uma vez por semana dependendo da duração da viagem ou da educação financeira do viajante. Mas sempre tenha em mente que um controle menos eficiente é melhor do que controle nenhum.

Leia também:





E não esqueça de fazer sua cotação de seguro de viagens com o nosso parceiro Real Seguros. É mais barato do que você imagina e, comprando em nosso link de vendas, você ajuda nosso blog a se manter vivo sem gastar nada a mais com isso. Clique aqui e saiba mais.

Se busca por hospedagem, pesquise em nosso buscador do Booking. O site, que também é nosso parceiro, para ao blog uma comissão por hospedagem fechada que são pesquisadas no box presente em nosso site, ou seja, mais uma ajudinha que você nos dá sem precisar desembolsar nada a mais por isso.


José Jayme
engenheiro civil, travel-writer, nerd de carteirinha, amante da boa comida e esportes em geral. Colaborador do guia e portal O Viajante.
Comentário(s) pelo Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário


Um casal de viajantes que resolveu juntar as mochilas e compartilhar suas aventuras de estrada.
Saiba mais sobre nós (+)

 
Juntando Mochilas © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo
design + código gbml